AMALAYA | a caminho da vida adulta (por ana thomaz)
15296
post-template-default,single,single-post,postid-15296,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

a caminho da vida adulta (por ana thomaz)

inauguro o texto de estreia no site amalaya com o corpo pulsando poesia

poesia cotidiana que me escapa e vira prosa

e então sinto-me em casa, pois sei o quanto gosto de falar e por mais que escrever não seja o mesmo que dizer, e não é mesmo, fica a expressão feita por palavras que buscam esvaziarem suas marcas para que encontrem seu sentido digno de um experiência vivida

porque aqui não consigo escrever o que não é já vivido e experienciado pra não cair no ideal, na separação, no esvaziar da ação, no nada que é nada mesmo, para então encontrar um outro nada onde moram todas as possibilidades

o vazio em potência

lutamos muito para não sentir o vazio, talvez pela crença de que o vazio vai causar aquela dor da perda de alguém amado, ou na ansiedade da falta de garantia,  ou na impotência do não-controle sobre a vida

talvez porque temos sido criados para crescermos adultos atrofiados, infantilizados, dependentes de pai e mãe que quando não são biológicos, são substituídos por pais-professores, pais-chefes, pais-doutrinadores, pais-políticos, pais-religião, pais-leis, pais-gurus, pais-internalizados em cada um de nós

e assim queremos criar nossos filhos para que eles sempre tenham pais presentes

a humanidade ainda não viveu a era do ser humano adulto

na historia reconhecemos alguns personagens que conseguiram ultrapassar o meio ambiente e tornaram-se adultos em suas emoções/ações/pensamentos, mas ainda não vimos historicamente a humanidade chegar na vida adulta em sua plena capacidade biológica/psico/emocional ativada

mas parece que está chegando a hora de vivermos esse momento inédito, nos tornarmos, não como indivíduo, mas como humanidade, ser humano adulto condizente com sua maturidade biológica

talvez não vamos assistir a humanidade inteira viver essa transmutação, mas dizem que se dez porcento fizer a mudança, será o necessário para que seja criada uma outra sociedade

vamos seguir nesse site, através de textos, vídeos, áudios, a criação de um caminho para desenvolvermos nossa possibilidade de nos tornarmos adultos e assim podermos criar filhos para que um dia se tornem adultos e aceitar esse vazio onde estão todas as possibilidades de vivermos em criação e conexão