AMALAYA | PONTO DE INFLEXÃO!
15873
post-template-default,single,single-post,postid-15873,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

PONTO DE INFLEXÃO!

Há anos estamos escutando que iremos passar por tempos sombrios antes do tão esperado mundo novo.

Há séculos estamos vivendo tempos difíceis.

Somos sobreviventes e herdeiros de ações sociais como escravidão, guerras mundiais, holocausto, ditaduras, capitalismo selvagem, patriarcado, desmatamentos, contaminações…

Um passado/presente destruidor que carregamos, sustentamos e replicamos.

Diante de tantas marcas, condicionamentos e memórias, surge a urgência da criação, não de um novo mundo, mas de um outro tipo de ser humano.

Nos orgulhamos de sermos dotados de racionalidade, porém somos guiados por nossas emoções selvagens.

Não nos falta conhecimento sobre assuntos que desenvolvemos através de filosofias, artes, sociologia, antropologia, espiritualidade, física quântica, projeto genoma…

Sabemos, mas não mudamos.

Na vida cotidiana o conhecimento, a sabedoria e a intelectualidade tem servido somente como justificativa ou como argumento para nossas reações emocionais.

Não é uma questão de desistir da existência humana dizendo que não deu certo e que merece ser destruída, ou deixar que se autodestrua.

Basta presenciar o nascimento natural de um bebê para sentir-se confiante e comprometido com o mistério maravilhoso que é a vida humana.

Ou, entre outras experimentações, entrar em estado de meditação da vacuidade do “eu” para tocar a fonte das infinitas possibilidades.

E assim assumir nossa força criadora e nos criarmos um outro tipo de ser humano.

As criações só são possíveis em relações, senão nos perdemos em um mundo de imaginação inócuo.

Diante das situações, experiências, provocações, surge a possibilidade de criarmos outro modo de nos relacionarmos e gerar um outro campo para ações de um novo ser humano que atua integrando emoção/razão/percepção, criando novos modos de pensar/sentir/agir, tornando-se um outro tipo de corpo/mente/espirito.

Integrando humor, presença, dedicação, insistência, confiança e amor, muito amor.

Com a perspectiva de juntos entrarmos na criação de um outro ser humano, iremos lançar um processo acunhado de Ponto de Inflexão!

Segundo os dicionários Inflexão é:

substantivo feminino

Ação ou efeito de inflectir (formar curva); dobra.

Alteração da direção e/ou da localização normal; desvio.

Mudança da altura do tom; entonação.

Ponto no qual uma curva muda a natureza de sua concavidade; ponto de inflexão.

Numa declamação (que se pode declamar), tipo de quietude.

Etimologia: do latim inflexio.onis.

Nos encontros do Ponto de Inflexão vamos praticar a ativação da mente paradoxal, da ética e do corpo integro.

Estão todos convidados para juntos vivermos processos pessoais e sociais através da interação virtual pelo zoom.

Logo depois os encontros ficarão disponíveis no canal do youtube do Amalaya – Piracaia.

Para participar basta acessar o zoom através do link https://zoom.us/j/7623152934

Para sentir como são as dinâmicas dos nossos encontros virtuais assista o encontro da vacuidade 11 que já está no ar.

Em novembro as datas dos encontros do Ponto de Inflexão serão dias:

14 de novembro, quarta-feira, das 19h as 20h;

21 de novembro, quarta-feira, das 19h as 20h;

22 de novembro, quinta-feira das 9h as 10h;

27 de novembro, terça-feira das 16h as 17h;

28 de novembro, quarta-feira das 19h as 20;

29 de novembro, quinta-feira das 9h as 10h.

Estamos juntos!